Dino Parque, na Lourinhã

O Rodrigo a admirar um dos dinossauros do parque


Os dinossauros invadiram a nossa casa! 🦖🦕

Foram chegando aos poucos e agora são uma das coisas preferidas, primeiro do Miguel e, depois (como que por contágio 😉) do Rodrigo.

Por isso mesmo, a expectativa, em relação à nossa visita ao Dino Parque, na Lourinhã, era grande!


O Dino Parque é  o maior museu ao ar livre de Portugal. Tem 4 percursos diferentes, correspondentes a algumas das mais importantes épocas da história da Terra: o fim do Paleozóico, o Triásico, o Jurássico e o Cretácico. Aqui, podem ser vistos mais de 120 modelos de dinossauros, e outros animais, feitos à escala real, tendo em conta as mais recentes descobertas feitas por paleontólogos em todo o Mundo. O Parque foi pensado para ser uma experiência “Edutainment” (Educação + Entretenimento), ou seja, ser simultaneamente educativo e divertido.

Além dos percursos ao ar livre, logo no edifício da entrada, há uma exposição do Museu da Lourinhã, com impressionantes descobertas paleontológicas, que fazem parte do seu espólio. É ainda possível observar, ao vivo, a preparação de fósseis, no laboratório que ali se encontra.

Por fim, tem ainda um Pavilhão das Atividades, onde os pequenos paleontólogos podem experimentar, na primeira pessoa, diferentes atividades, relacionadas com a paleontologia, algumas gratuitas e outras pagas.

Numa palavra: A-D-O-R-Á-M-O-S!
O parque está muito bem organizado e é fácil perceber qual é o caminho a seguir! Nós fomos no Verão, com bastante calor. Mas as árvores ao longo do percurso fizeram com que o passeio fosse bem agradável. O Rodrigo chegou a dormir e aproveitou uma boa parte da visita para acabar a sesta dele (depois, quando acordou, quis aproveitar o tempo perdido e, com as baterias recarregadas, correu o parque todo, com o Pai a correr atrás dele). O Miguel andava deslumbrado a querer ver tudo, com calma, ao pormenor, e a querer que eu lhe lesse todas as informações das placas que tem junto a cada modelo.

Aproveitando as dicas que nos deram no grupo #PasseioseViagens com crianças, no Facebook, optámos por um almoço em versão picnic, para maximizar o tempo da visita (nós tivemos a sorte de ter quem nos preparasse o picnic, mas, para quem não tem esse privilégio 💖, há um hipermercado lá perto). Espalhadas por todo o parque existem várias áreas de picnic, com mesas, cadeiras e sombras e alguns pequenos parques infantis para os miúdos treparem e brincarem um pouco.
Ainda tendo em contas essas dicas, levámos uma muda de roupa, pois o parque é todo em terra batida e os miúdos saíram de lá mais do que imundos. Felizes, mas imundos...

 dica: se tiverem o cartão FNAC, aproveitem os 15% desconto na compra de um bilhete (oferta extensível para 2 adultos e 2 crianças).
























Jardim Bacalhôa Buddha Éden
→ Exploratório de Coimbra
→ Museu do Brincar
 #PasseioseViagens com crianças, o nosso grupo no Facebook










link para a página de facebooklink para a página de Instagramlink para a página do Pinterest

Comentários

Posts mais lidos