Casa da Aldeia



A visita à Casa da Aldeia já estava planeada há imenso tempo. O entusiasmo de todas as pessoas que por lá passam é contagiante e a minha curiosidade e expectativa eram enormes.

Esta casa, da Família do Sr. Bernardino Ribeiro, situada em Valadares, V. N. de Gaia (N 41°05'35.3" W 8°37'37.8"), foi transformada num museu rural e parque ferroviário. Através de brinquedos e objetos do seu dia-a-dia, conta um pedaço da nossa história, nos últimos 100 anos.

Começamos a visita por uma sala onde encontramos brinquedos centenários, alguns vindos de vários cantos do Mundo, bem como os berços do Sr. Bernardino e da sua esposa, como como os seus vestidos de batizado.

No piso térreo podemos observar várias peças da vida rural de quando a casa era a da Família, bem como uma sala com teares e outra com uma sala de aula da altura do Salazar, bem como objetos de um espaço comercial. Existe ainda uma cozinha equipada a rigor, tal como as nossas bisavós as usariam e um chuveiro que era usado na altura (um balde, onde a água era deixada a aquecer, para depois ser usada no duche).

Mas a delícia dos mais pequenos é, de facto, o parque ferroviário 🚂.
Entre dois cenários com miniaturas de diferentes escalas e o comboio tripulado na parte exterior onde os visitantes podem dar um passeio pelo que costumava ser o quintal da casa, não sei qual foi o preferido... Quer dizer, sei, foi o comboio tripulado! 💗

Para os meus pequenos, que gostam de mexer em tudo e brincar com tudo, a primeira parte da visita foram um pouco caótica. O Pai e eu íamos tentando manter um delicado equilíbrio entre o que eles podiam e não podiam  mexer... Mas, quando chegou a parte dos comboios, tudo se tornou mais fácil. Com as máquinas a andar era mais fácil explicar que não podiam mexer para elas não pararem e, a fechar com chave de ouro, um passeio de comboio, com direito a bilhete, apito, e a chefe da estação e tudo 🚂.

Fez as delícias deles e só conseguimos vir embora, com a promessa de que regressaríamos em breve...

A Casa da Aldeia está, normalmente aberta ao público aos Sábados à tarde, entre as 15h e as 17h. No entanto, aconselho a que consultem a sua página de Facebook, para verificar se não está, por acaso, fechada nesse dia e telefonem antes de ir (913 061 343), para ser possível coordenar os horários das várias visitas.






























→ Passadiços de Arcozelo
→ Jardim das Camélias
Parque Botânico do Castelo
 #PasseioseViagens com crianças, o nosso grupo no Facebook








link para a página de facebooklink para a página de Instagramlink para a página do Pinterest

Comentários

Posts mais lidos