Gravidez: Quanto Falta? Falta Muito?

Eu adorei estar grávida e o terceiro trimestre não foi exceção. Mas foi, definitivamente, mais cansativo do que os restantes trimestres. Nessa altura as noites eram mal dormidas (entre as idas à casa de banho e a dificuldade em arranjar uma posição confortável, durmo bem melhor agora!) e as deslocações foram sendo cada vez mais lentas (ele estava muito descido e encaixado, por isso eu tinha que andar em ritmo de shopping, ou seja, muito devagarinho, para não me doer tanto).
Os movimentos da barriga e saber que o meu bebé estava a preparar-se para vir cá para fora compensavam, claramente, estes os desconfortos!

O terceiro trimestre foi passado em repouso porque o Miguel estava cheio de pressa de vir conhecer o Mundo. Por isso, tive muito tempo para dar asas ao "nesting instinct": preparei as coisas do Miguel, dediquei-me à costura (quem me conhece sabe que isto é mesmo muito estranho...), aventurei-me em trabalhos manuais (igualmente estranho, mas o candeeiro do Miguel ficou muito giro e as colagens nos móveis também!).

Comprámos um livro sobre bebés, que diz mês a mês o que acontece com os bebés, como é o desenvolvimento, o que eles precisam, o que eles gostam... É muito interessante e eu li-o num instante :-)

Também foi um trimestre de preocupação, pelo risco de ele nascer antes do tempo. Essa ideia estava sempre presente e os cuidados tinham que ser muitos. Acho que foi quando percebi que depois de decidir ter um filho deixo de ser dona das minhas decisões. O que me fez concluir que esperámos pelo momento certo para ter um filho: esta conclusão trouxe-me alegria e não angústia :-)

Uma coisa que ajudou muito nas dúvidas, incertezas e ansiedades naturais deste último trimestre foi o Curso de Preparação para o Parto. Saber o que vai acontecer e partilhar experiências com outras grávidas foi muito importante para acalmar o nervosismo que aumenta à medida que passa cada semana!

Este trimestre também passou a correr, até porque foi curtinho: às 37 semanas ele estava cá fora! Portou-se muito bem e esperou até ao dia que fazia as 37 semanas e nem mais um dia!
Também não se pode querer tudo ;-)

Comentários

Posts mais lidos