Angry Birds, no Pavilhão do Conhecimento

O Miguel adora quando o Rodrigo anda de mãos dadas com ele. E o Rodrigo já lhe começa a fazer a vontade... 😍


Foi a primeira vez que fomos ao Pavilhão do Conhecimento. E não podíamos ter escolhido melhor exposição para a nossa estreia!


O plano era passar lá uma ou duas horitas.  O Google dizia que a média era uma hora, mas como estava sozinha com os miúdos, achei que nós demoraríamos o dobro. Talvez ainda fossemos ter com o Papá para almoçar... Ou até um parque infantil, na zona da Expo (onde, pela minha pesquisa, há pelo menos dois)... Podíamos, até, ir dar uma volta de teleférico...

Chegámos ainda não eram 11h.
(Se puderem vão cedinho, porque, realmente, de manhã estava muito menos gente, e os miúdos puderam aproveitar tudo muito mais!)

A primeira hora (pelo menos) foi passada logo no início da exposição, entre uma versão muito mais vistosa dos nossos túneis comunicantes, as roldanas, o slide e o lançamento dos Angry Birds, sem esquecer o tremor de terra. Eles os dois adoraram! Mexeram em tudo, experimentaram tudo (bem, quase tudo, que o Rodrigo desistiu sempre do slide, mesmo já estando tudo pronto para a descolagem, por duas vezes...).

Só esta primeira parte já tinha valido a pena a visita. Tudo o que eu veja os meus Filhos a fazer, com um brilho nos olhos, vale a pena 😍.

Mas, a verdade, é que ainda tínhamos muito para explorar!

Seguimos para a Dòing - Oficina Aumentada. Esta área é muito mais do que uma exposição! E foi onde eu senti mais dificuldade em aproveitar tudo, com os dois. O Rodrigo ainda não se concentra tempo suficiente para levar a cabo os projetos propostos nesta área e o Miguel ainda precisa de ajuda para os fazer... Mas, ainda assim, conseguimos fazer uma máquina voadora, atirar aviões e brincar com os berlindes... Vale a pena ver, também, a agenda de atividades e workshops que têm ao fim de semana.

Continuando a exploração do Pavilhão, subimos ao andar de cima, onde as pistas de carros fizeram as delícias deles! Construíram várias versões de carros, e fizeram mais corridas do que as que eu conseguiria contar...

E não consegui convencê-los a ir almoçar antes de experimentarem o espaço Brincar Ciência. Aqui, o Rodrigo não pôde entrar na casa inacabada, e foi mesmo muito difícil tirar de lá o Miguel... Enquanto ele vestiu a pele de construtor, o Rodrigo e eu estivemos a explorar as restantes coisas, como os Lego gigantes, uma pista de carrinhos e outra de comboios.

Nesta altura, como já terão adivinhado, já as 2 horas tinham quase duplicado... E só consegui convencer o Miguel a fazer uma pausa para almoçar quando lhe disse que voltaríamos logo a seguir ao almoço (o Papá iria ter que almoçar sem nós...).

Para a tarde, e com o Rodrigo a dormir, fomos para o Explora. O Miguel divertiu-se imenso, a descobrir todos os módulos interativos que existem neste espaço. Acho que o preferido foi a cortina de sabão, onde até conseguiu fazer uma bola gigante!

Quando o Papá chegou, teve direito a uma visita guiada expresso, feita pelo Miguel, que só quando anunciaram que o Pavilhão do Conhecimento ia fechar, é que se convenceu que tínhamos mesmo que vir embora...

A verdade é que saí de lá absolutamente exausta, mas extremamente Feliz, e com vontade de regressar antes que os passarinhos se vão embora (a exposição dos Angry Birds vai lá estar até Setembro de 2018, por isso, acho que é perfeitamente possível!). Mas desta vez, com o Papá, o dia todo connosco... 😉










  






 #PasseioseViagens


Para facilitar a troca de sugestões, ideias e dicas entre todos aqueles que gostam de que gostam de viajar com as crianças, criei o grupo #PasseioseViagens com crianças, no Facebook. Juntem-se a nós! 😊


Se quiserem estar sempre a par de todas as dicas, sugestões e novidades, sigam a página de Facebook, o Instagram ou, subscrevam o Blog (no canto superior direito).

Comentários

Posts mais lidos