Afurada | dia #46

O nosso passeio de hoje foi de barco 😍


Há sítios, na nossa cidade, que merecem ser explorados. Mas, a verdade é que temos tendência a esquecê-los, ou não os valorizar devidamente.


Hoje fomos para a zona da Afurada, para lhes fazer uma surpresa. Quando lá chegámos, o Miguel achou que íamos ao parque infantil (ainda não vos falei sobre ele, mas é muito giro e prometo fazê-lo em breve). Mas o plano não era esse. E quando acabámos as surpresas, ele nem se lembrou do parque... 😉

Começámos pelo Centro Interpretativo do Património da Afurada. Neste museu, de entrada livre, podemos conhecer melhor a história da Afurada e as suas tradições piscatórias. Não é o sítio ideal para levar o Rodrigo, sem carrinho, porque ele gosta de correr e mexer em tudo, mas o Miguel gostou bastante de ver os barcos e as réplicas em miniatura de diferentes tipos de embarcações.

Depois, o ponto alto do nosso passeio: a travessia de barco! Imaginei (e acertei!) que eles iam gostar de dar um passeio de barco. A viagem é curta (menos de 5 minutos), e não há muito que ver do lado do Porto, mas eles divertiram-se tanto! Adorámos a travessia! E fomos muito bem atendidos 😍. O Miguel começou logo a fazer planos de levar lá o Papá, o que costuma querer dizer que ele gostou mesmo do passeio...

Quem continuou a acompanhar-nos no nosso passeio, foi a "bebé" que o Miguel trouxe de casa de uma amiga. Leva-a para todo o lado, porque diz que ela gosta de passear. E dá-lhe miminho durante o passeio e tudo! Claro que hoje, quando nos sentámos a lanchar, no lado do Porto, uma senhora, ia começar a perguntar porquê que um menino andava com uma boneca, mas eu nem lhe dei hipótese de terminar. Disse logo que ele estava a tratar da "bebé", como a Mamã e o Papá tratavam do Maninho, despedimo-nos educadamente, e viemos embora.

Eu sei que estamos muito longe de alcançar a igualdade de género que ambiciono. Também sei que continuamos a viver numa sociedade muito machista, apesar de acreditar (ou querer acreditar...) que estamos a caminhar no bom sentido. Sei ainda que continua a haver o estereotipo de que os meninos brincam com carrinhos e as meninas com bonecas. Mas eu nunca percebi porquê! As crianças de 4 anos, gostam de brincar ao faz de conta. Gostam de brincar aos Papás e às Mamãs. E cuidar de um "bebé" faz parte da brincadeira! Independentemente de serem rapazes ou raparigas!

Ainda por cima, ele estava com a Mãe dele, que o estava a deixar brincar normalmente com a boneca. Porque raio haveria de mudar a brincadeira por alguém dizer "um menino e a brincar com bonecas?!", com um tom de que alguém estaria a cometer algum crime???? 😡😤😵















A travessia de barco fica a cargo da empresa Menino do Douro, e o preço é €1,5 por pessoa (para crianças, pelo menos até aos 2 anos, o preço é de €1, que foi quanto o Rodrigo pagou). Do lado de Gaia, o barco apanha-se em frente ao restaurante A Margem (GPS: N41.144762, W 8.646258). Do lado do Porto, é em frente ao restaurante Adega Rio Douro (GPS N41.148171, W8.648151).



Sobre o desafio:
Todos os dias vou partilhar uma sugestão convosco! Uma ideia, que nós tenhamos feito, e que pode servir-vos de inspiração, que pode despertar a vossa curiosidade, que vos pode ajudar a construir também as vossas recordações Felizes 💝

Deixem também as vossas sugestões. São todas muito bem-vindas! E, se quiserem, partilhem também as atividades que decidiram experimentar. 😊

Se não quiserem perder pitada, sigam a página de Facebook, o Instagram ou, se quiserem receber no vosso email todas as dicas, sugestões e novidades, subscrevam o Blog (no canto superior direito).


Os outros dias do desafio podem ser vistos aqui.

Comentários

Posts mais lidos