Submarino numa garrafa



Hoje partilhei, nas Stories do nosso Instagram, um vídeo que suscitou a vossa curiosidade 🔬😉

Tal como acontece quando faço experiências com as crianças, gostei muito de "ouvir" as vossas explicações 😍.


Na verdade, o nosso foco nunca é a explicação científica em si. Possivelmente, um dia, lá chegaremos. Por enquanto, ficamo-nos pela diversão da descoberta, do "e se fizermos de outra forma, qual é o resultado", ou "porque será que isto acontece". E eles exploram, mexem, experimentam. Aguçam a curiosidade e a vontade de descobrir.

Este submarino é muito fácil de fazer, e deu que pensar aos pequenos e ao grande, também 😉. E não, não é o meu dedo que faz mexer o "submarino"!




MATERIAL

- garrafa de plástico (mas tem que ser daquelas mais grossas, como as de refrigerante; com as de água, normais, não funciona)
- plasticina (tem que ser à moda antiga, aquela tipo playdough desfaz-se na água; se não tiverem plasticina normal, aquela massa branca para colar coisas na parede também resulta)
- 1 tampa de caneta
- água
- corante azul (opcional, para efeito de mar)


COMO FAZER

- encher a garrafa de água e deixar 3 ou 4 dedos sem água
- colocar umas gotinhas de corante azul
- fazer duas bolinhas com a plasticina e colar uma em cima da tampa (a tapar o buraco de cima, que a maior parte das tampas tem) e outra na parte pontiaguda da tampa
- colocar a tampa dentro da garrafa e fechar a garrafa
- depois é só apertar e soltar a garrafa para a tampa descer e subir (o dedo, ou outro qualquer objeto, é só para efeito dramático 😉)







A explicação científica desta experiência pode ser facilmente encontrada na internet. De uma forma muito simples, o que acontece quando se aperta a garrafa é que aumenta a pressão da água e o pequeno reservatório de ar, dentro da tampa, vai diminuir de volume, porque a água "empurra o ar com mais força". Por isso, o volume do "submarino" diminui, mantendo-se a massa constante. Desta forma, fica mais denso que a água, o que faz com que se afunde. Quando largamos a garrafa, acontece o inverso: o submarino torna-se menos denso do que a água e pode voltar a flutuar.







Acompanhem-nos também no Facebook, no Instagram, no Pinterest e subscrevam a newsletter do Blog.

Obrigada! 😍

Comentários

Posts mais lidos