A mim tudo me acontece!

Composition VII, 1913 | Wassily Kandinsky

A semana passada foi caótica!
Mesmo! Muito! Caótica!


Tinha a semana bem planeada. Ia começar a minha resolução de me organizar, para simplificar as coisas cá em casa, poder fazer tudo com calma, transmitir essa calma aos miúdos, para ver se ajudava na gestão das birras e dos conflitos, entre eles, que vão surgindo.

Fiz uma tabela, inspirada no que foi abordado no workshop da Magda Gomes Dias, autora do blog Mum's the Boss, de que vos falei aqui. Como também vos disse, mal acabei de pendurar a tabela, com o planeamento da semana, ligaram-me da escola do Miguel a dizer que ele estava com piolhos e tinha que o ir buscar. PIOLHOS??!!?!?!?! (Sim, eu sei que é normalíssimo e sim, até já tinha recebido uma circular a dizer que eles andavam por lá. Mas ainda não nos tinha tocado a nós e eu não fazia ideia de como ia tratar do assunto...)

Lá fui à farmácia, marinheira de primeira viagem, ver o que aconselhavam. Já eu cheia de comichão pelo corpo todo...

Uma das coisas que me disseram logo, foi para pôr a lavar a roupa da cama, toalhas de banho, roupa deles, pijamas, ao que eu acrescentei a nossa também, e a nossa cama e as nossas toalhas, porque eles dormem muitas vezes connosco.

E, assim, lá se foi o planeamento de terça-feira...

Fiz o tratamento à criança e pus-me à procura, a ver se encontrava mais alguma coisa. Nada. Achei estranho ter sido tão fácil, mas fiquei muito satisfeita. Ainda ia a tempo de recompor a minha semana. Comecei a fazer máquinas de roupa.

No dia seguinte, lá fui pô-los à escola. Ainda não tinha descido a rua, já me estavam a chamar, porque, afinal, não tinha sido assim tão eficaz... Regressei para o ir buscar e para uma formação intensiva sobre o que são piolhos e lêndeas, que a Carla (a educadora do Miguel) pacientemente me deu. Fomos cortar o cabelo (uma das várias vantagens de ter rapazes 😉). Quando chegámos a casa e me preparava para estender mais uma máquina de roupa, a máquina não abria... Erro F5. O que raio é o erro F5?!?!?! Kilos de roupa por lavar, mais a roupa que estava presa na máquina, e o cabelo do miúdo para ver, não fosse algum bichinho ter sobrevivido ao corte. Já estão a adivinhar o que aconteceu ao meu lindo planeamento, não estão?

Entretanto, com todo este alvoroço, os miúdos estavam mais irritadiços que nunca. Com eles, um com o outro, comigo... Tudo era motivo para choros e gritos e birras...

No dia seguinte o cabelo do Miguel já passou no controlo de qualidade. Era preciso levar a roupa toda para uma daquelas lavandaria self-service. Lá fui em busca de uma lavandaria. Como tinha outras coisas agendadas e inadiáveis, já sabia que não ia ter tempo de lavar tudo, mas fui na mesma, para ver como funcionava. Descobri uma mesmo pertinho de casa, mas a máquina de trocos só dava para trocar notas de €5 e €10. Eu tinha uma nota de €20...

Juntei os trocos todos que encontrei na carteira, lavei o que pude e fui-me embora.

No dia seguinte regressei, munida dos trocos necessários e de muita paciência. Estive mais de 2 horas no lava, seca e dobra aquela roupa toda! Ao fim da tarde, quando cheguei a casa com os miúdos, a achar que ia conseguir arrumar a roupa toda, deparei-me com um cenário de birrice crónica, como não me lembro de ter acontecido (vá, o meu cansaço podem ter dificultado a coisa...)! Lá andei a tentar sobreviver às birras...

Ainda assim, estranhamente (ou não!) o plano deu uma certa ordem ao caos que se instalou cá em casa. Mesmo não tendo sido escrupulosamente cumprido!
Eu já sabia isto, mas desta vez saiu ainda mais reforçado que, principalmente depois de ter Filhos, os planos não passam de bonitas cartas de intenção, que nem sempre são aplicadas na prática. E isso é normal! Que é importante relativizar e simplificar a nossa vida, para nos conseguirmos focar no que realmente importa: os nossos Filhos!



Acompanhem-nos também no Facebook, no Instagram e subscrevam a newsletter do Blog.

Obrigada! 😍

Comentários

Posts mais lidos